4210663646.8dd5717.de874b916a494287b38e584ca2eda12c

Parecia um filme de Bollywood

Se há uma semana me perguntassem se eu já tinha participado em algum filme de Bollywood, eu chamava palerma ao curioso e dizia que não. Se me perguntarem agora eu chamo palerma à mesma, mas respondo que sim.

“Sim, eu já participei num filme indiano”. Sabe bem dizer estas palavras e ao pensá-las dá-me vontade de rir.
Nós não fizemos nada para que isto acontecesse, simplesmente estivemos no sítio certo, à hora certa.

Estamos numa cidade chamada Jaipur. Encontramos um bom hostel, que estava vazio, sem hóspedes, apenas com uma ocidental a trabalhar a tempo parcial. Ao fim de bem instalados e das apresentações feitas, o dono pergunta-nos se não queremos ir ver um filme de Bollywood, em que no final nos dão comida. Isto iria custar 3000 rupias a cada um, o que vale mais ou menos 42€. Nós, como é óbvio, dissemos que não; que era demasiado para os nossos bolsos. Ele responde:
“Mas vocês não têm que pagar! Vocês vão receber 3000 rupias.”
“Humm?? Como assim?! Explica lá isso outra vez…”

Pois é, o nosso ouvido para o inglês indiano ainda não está muito apurado e percebemos tudo ao contrário. Estavam-nos a convidar para participar como figurantes num filme de Bollywood e com isto ainda amealhávamos 42€ cada um, o que, aqui na Índia, é bastante dinheiro.

“Portanto, o gajo vem-vos buscar daqui a três horas. Vão viajar durante toda a noite porque a terra para onde vão gravar fica a 6h daqui.”

Ehh lá!, onde é que nós nos andamos a meter?! Estas propostas no meio da Índia não são muito confortáveis. Decidimos confiar na rapariga inglesa que está a fazer o part-time e que também vinha connosco (eles precisavam de pessoas do Ocidente). Ela conhecia o homem em questão e disse que era de confiança.

Decisão tomada! Vamos lá!

Chegámos ao local eram 6h30 da manhã. Câmaras, cenários, pessoas a correr de um lado para o outro.

“Lindo! Já cá estamos!”

Foi num instante que a produção nos encontrou.

“Têm que se vestir imediatamente! Daqui a duas horas estão a gravar.”

Vestir o quê? Eu nem sei o que venho aqui fazer. De repente, já estava maquilhado, com gel no cabelo e vestido com calças à boca de sino e uma camisa dos 70′ que deixa muita gente saudosa. A Ana demorou muito tempo e veio de lá reluzente: óculos a matar, cabelo ondulado e fato para safaris. Estava também caracterizada pelos anos 70, muito ao estilo de menina rica europeia fora do seu continente.

As nossas personagens eram amigas da personagem principal, a princesa. Vínhamos duma festa. Chegámos ao palácio em grandes carrões e foi neste momento que a princesa soube que o pai tinha morrido. Ao que parece esta actriz e o outro actor principal são extremamente famosos. Quando apareciam, a multidão que estava a assistir às filmagens ficava completamente em alvoroço. E ao que também parece este menino e esta menina são também muito arrogantes, pois vimos eles, em diversas situações, a tratar muito mal quem lhes farta de dar beijinhos no rabo. Houve momentos que me apeteceu dar-lhes um belo par de bofetadas.

De resto, foi um dia inteiro para filmar uma coisa que parece tão simples. Ficamos muito cansados porque não tínhamos dormido na noite anterior. Mas foi muito divertido. Foi também muito interessante ver como tudo funciona.

Nesta altura já ouvimos rumores que poderemos ser precisos outra vez. A ver vamos… De qualquer forma, uma vez chega para podermos dizer: “sim, nós já participámos num filme de Bollywood.”

 

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *