4210663646.8dd5717.4ed10a068bfa43919b8ef325deeb109f

Uma mudança leve

Às vezes não é preciso muito tempo com alguém para este se tornar um amigo. Bastam poucas horas para que isso aconteça. Basta um curto espaço de tempo para que esse momento se imortalize na memória pelas melhores razões. E, apesar de sabermos que é improvável, na despedida, desejamos vê-lo, ou vê-la, um dia mais tarde. São palavras sentidas, porque, afinal de contas, quem não gosta de rever amigos?…

Nesta viagem temos tido muitos destes encontros e nada nos dá mais prazer do que ouvir as suas histórias. Algumas são realmente inspiradoras. Desta vez falo-vos de dois chilenos, o Matias e a Camila, um casal recheado de humor e muita conversa para toda a gente. Conhecemo-los em Hanói, onde ficamos a par das suas aventuras.

Em 2015 saíram do Chile, fartos e cansados de uma rotina de trabalho que a sociedade nos teima impor. Decidiram viajar, mas não de uma forma qualquer: fazem-no montados nas suas bicicletas. Não são ciclistas de alto rendimento. Bem longe disso. Mas desta forma estão mais dentro dos países por onde passam. Estão mais perto das pequenas terras e das pequenas histórias, tão ou mais ricas que as das grandes cidades. Quando se viaja os pormenores determinam as experiências e não há melhor maneira de reparar nos detalhes, do que desfrutar da lentidão da bicicleta.

Em 2015 saíram do Chile, fartos e cansados de uma rotina de trabalho que a sociedade nos teima impor.

Já estiveram no Norte de África, na Europa, na Oceania. Fizeram só uma pequena pausa no Chile e aproveitaram a pedalada para casar. Regressaram às estradas feitos marido e mulher e foram parando em alguns locais para trabalhar, economizar e continuar com a aventura.

Juntámo-nos a eles, com duas pasteleiras arrendadas, num encontro inesperado em Ninh Binh, no Vietname; e passámos um dos tais dias que não nos vai sair da memória. Uma verdadeira inspiração, estes viajantes de duas rodas. Eles provam que a vida só chateia se não fizermos nada contra isso. Se a rotina está pesada, mete uma mudança leve que isso passa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.