4210663646.8dd5717.4ed10a068bfa43919b8ef325deeb109f

Arrozais sem fim

Toda a gente sabe a quantidade de arroz que os asiáticos comem. Basicamente é dia e noite. Eu identifico muito a ligação que têm com este cereal, com a relação que nós, portugueses, temos com o pão.

Ora tanto arroz tem que vir de algum lado e esta zona de Ninh Binh é uma das grandes produtoras. São arrozais que nunca mais acabam rodeados por rochedos enormes que fazem lembrar a baía de Ha Long, de que já vos falámos, mas em terra e não no mar.

Aqui, em vez de barco, fomos de bicicleta. Fomos passando por rios que serpenteiam entre os arrozais e que carregam barcos remados com os pés. Andámos a duas rodas nos dois dias que estivemos em Ninh Binh. Foi uma experiência incrível.

Foi pegar nas nossas pasteleiras e pedalar sem rumo nestas planícies extensas do Vietname. Enquanto estivéssemos inseridos neste quadro, não nos sentíamos perdidos.

Vejam as fotos, a ver se não tenho razão.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *